terça-feira, 27 de janeiro de 2009

É errado um casal optar por não ter filhos?

Não concordo com a visão do professor. Depois comento isso. Mas e vc, o que achou?

26/01/2009 - 16:56 por Raymond C. Van Leeuwen

É errado um casal optar por não ter filhos?

Será que existe algum problema, aos olhos de Deus, com um homem e uma mulher unidos pelo matrimônio que não desejem filhos?










Resposta:
Seria mais ou menos como perguntar: “É errado não casar?” Obviamente não! Mas quando o apóstolo Paulo, por exemplo, optou por não se casar, ele viu esta questão como um sacrifício por amor a Cristo. Paulo abriu mão de algo bom, pois enxergava um bem maior ligado ao seu chamado especial vindo de Deus.

Princípios parecidos aplicam-se a esta questão. Não receber os presentes de Deus, que são os filhos, é uma questão e uma escolha que nunca serão tratadas com simplicidade. No entanto, enquanto as conhecidas palavras “frutificai e multiplicai-vos” aparentam comunicar o mandamento bíblico para os casais, que tenham filhos, este versículo comunica na realidade a bênção de Deus para a humanidade. “Deus os abençoou e disse: frutificai e cresçam em número.” A gramática hebraica utilizou esta passagem da mesma maneira que utilizou em outras partes das Escrituras para expressar orações e desejos de bênçãos para famílias. Portanto, a frase “frutificai” não se refere ao que os casais devem fazer para agradar a Deus, e sim ao que Deus pode fazer através da humanidade e pela humanidade.

Muitas vezes as circunstâncias levam à decisão de não ter filhos: é hora de cursar uma faculdade, é uma questão de saúde, ou uma condição genética que faz com que ter filhos não seja a escolha certa. Ocasionalmente, um casal pode pensar que o mundo é um lugar tão ruim que teme trazer mais crianças para cá. Mas este medo esquece que “o perfeito amor expulsa o medo” (1 João 4:18). Cristãos precisam confiar que o amor de Deus triunfa sobre o terror da história e que ele guardará nossos filhos e a nós mesmos em suas próprias mãos em qualquer circunstância.

O que é incomum é a escolha de nunca ter filhos. Casais que contemplam esta decisão precisam perguntar a si mesmos quais seus reais motivos. Estão tomando essa decisão de forma egoísta ou fazendo de sua carreira e do dinheiro verdadeiros ídolos e prioridades? Ou estão escolhendo este caminho através da oração porque sentem que foram chamados para amar e servir a Deus e aos outros de maneiras diferentes?

Casais que optam por não ter filhos devem considerar se têm uma responsabilidade especial para servir ao povo de Deus de formas diferentes do que os casais que têm filhos. A chave para toda esta questão é que Cristo pediu que todos nós tomássemos a nossa cruz, sacrificássemos a nós mesmos e o seguíssemos em amor através de determinadas áreas.

Conheço um jovem casal em que a esposa foi presenteada com um dom e lidera uma pesquisa sobre câncer. A intensa demanda de seu trabalho tira dela a energia e o tempo para criar filhos, um sacrifício que ela e o marido estão dispostos a fazer. Ao mesmo tempo, se uma gravidez os surpreender, eles farão os ajustes necessários em amor para criar seu filho.

É possível que Deus em seu plano soberano nos surpreenda com filhos, pois nenhuma forma de controle de natalidade é totalmente perfeita. O casamento deve ser um lugar aberto para os filhos, mesmo quando não foram planejados. Essas crianças são uma forma de Deus dizer: Tenho planos diferentes para como vocês podem me servir. Amem este pequenino que lhes entreguei!

Em um mundo pecaminoso (e isto nos inclui), as pessoas muitas vezes não têm filhos pelas razões erradas, como o egoísmo e a baixa auto-estima. Assim como os casais que escolhem não ter filhos precisam refletir cuidadosamente acerca de sua decisão, os casais que desejam ter filhos também precisam desta reflexão. Minha preocupação, no entanto, é com aqueles que escolhem não ter filhos, pois pensam que a tarefa de criá-los tira sua liberdade de fazer o que querem e ir aonde gostariam de ir. Estes casais esquecem que a verdadeira liberdade é servir a Cristo e que Deus sabe melhor do que nós o que nos trará verdadeira alegria. O grande historiador cristão Christopher Dawson disse que criar a nova geração da humanidade é o trabalho maior e mais importante para nossa cultura. É também uma das tarefas mais gratificantes.


Raymond C. Van Leeuwen é professor de estudos bíblicos na Eastern University, Pensilvânia, Estados Unidos. http://www.cristianismohoje.com.br/retrancas/%C9%20errado%20um%20casal%20optar%20por%20n%E3o%20ter%20filhos%3F/36089

0 bereianos:

Postar um comentário