sexta-feira, 9 de março de 2012

Policial evangélica recebe homenagem nos EUA por sua ‘liderança e coragem’ (vídeo)

The Christian Post > Sociedade|Sex, 9 Mar. 2012 07:55 AM EST

Policial evangélica recebe homenagem nos EUA por sua 'liderança e coragem' (vídeo)

PorJussara Teixeira | Correspondente do The Christian Post
  • Polícia Militar evangélica Priscila de Oliveira Azevedo, primeira mulher a comandar uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) no Rio de Janeiro.
    (Foto: Reprodução You Tube)
    A policial militar evangélica Priscila de Oliveira Azevedo, primeira mulher a comandar uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) no Rio de Janeiro.

O Departamento de Estado norte-americano premiou nesta quinta-feira (8), em Washington, a brasileira Major da Polícia Militar, Priscila de Oliveira Azevedo. A evangélica é a primeira mulher a comandar uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Rio de Janeiro.

Ela foi elogiada por sua "liderança e a coragem excepcional", no evento anual de entrega de prêmios onde os EUA homenageiam as mulheres com coragem ao redor do mundo, por conta do Dia Internacional da Mulher.

As anfitriãs da cerimônia foram a primeira-dama dos EUA, Michelle Obama, e a secretária de Estado Hillary Clinton.

O Departamento de Estado ressaltou o papel de Priscilla na pacificação das favelas do Rio, onde muitos traficantes ficam alojados.

Entre os fatos marcantes de sua carreira, está a localização e a apreensão de uma quadrilha responsável por um sequestro-relâmpago sofrido por ela mesma, em 2007.

"Mulheres de todas as idades devem se inspirar na liderança de Priscilla", disse Michelle Obama.

Curta-nos no Facebook 

O porta-voz do Departamento de Estado destacou que "seu trabalho criou não apenas um programa modelo, também representou uma melhoria das condições das pessoas que vivem nessas circunstâncias".

Emocionada, a policial foi às lágrimas durante a cerimônia. Em entrevista à Globo, ela declarou que "o prêmio confirma que estamos seguindo o caminho certo e isso faz com que outras mulheres, que às vezes se sentem desestimuladas, iniciem essa trajetória de luta e de direitos para todos".

Ela recebeu o prêmio juntamente com outras nove mulheres que ganharam a distinção das mãos de Michelle Obama. O Departamento de Estado já premiou 46 mulheres de diversos países diferentes por sua luta acerca dos direitos femininos.

Participaram da cerimônia também as ganhadoras do Prêmio Nobel da Paz, a liberiana Leymah Gbowee e Tawakkol Karman, do Iêmen.

Assista ao vídeo transmitido pela Rede Globo sobre o trabalho de Priscila de Oliveira Azevedo.

Contato: jussara.teixeira@christianpost.com Twitter: @TeixeiraJussara

0 bereianos:

Postar um comentário