terça-feira, 21 de dezembro de 2010

HARRY POTTER GOSPEL, Agora foi!

Autor lança livro que compara bruxo infantil a Jesus

O autor Derek Murphy acaba de promover o lançamento de seu novo livro. Desde já ele está criando polêmica com "Jesus Potter, Harry Christ", que tem como subtítulo "a fascinante história do Jesus literário".

O livro, que estará disponível no final de dezembro, explora as semelhanças e as relações entre Jesus e Harry. Sua conclusão é que a única diferença entre Harry Potter e Jesus Cristo é que Jesus tem tradicionalmente sido considerado por seus seguidores um personagem histórico.

Segundo a editora, o livro "não é principalmente sobre Harry Potter, mas sobre a história religiosa, a mitologia astrológica, o simbolismo esotérico e a tradição literária de Jesus Cristo. O título apenas se refere ao argumento central deste livro: Jesus Cristo e Harry Potter têm muito em comum. O aspecto principal é o fato de que ambos são construções literárias, ou em outras palavras, personagens de ficção.

Derek Murphy, que estudou teologia na ilha de Malta e está agora na Ásia, fazendo doutorado em literatura comparada, afirma: "Eu sempre fui um grande fã de Harry Potter. Como eu estava fazendo minha pesquisa sobre religião e literatura esotérica, descobri tantos paralelismos entre Harry, Jesus e as fontes ainda mais antigas. Fiz a minha tese de mestrado sobre a influência mística tanto em Harry Potter quanto na literatura bíblica. O mais fascinante, especialmente à luz da controvérsia em torno do livros de Harry Potter (que promoveriam a feitiçaria e o satanismo entre as crianças, etc), é que estas semelhanças vêm sobretudo de fontes pré-cristãs".

O fato de no final da saga, que reúne 7 volumes, onde Harry acaba morrendo uma morte sacrifical e ressuscita para derrotar de uma vez por todas seu arqui-inimigo, Valdemort, contribui muito para as comparações e paralelos. Cerca de uma dúzia de outros livros sobre a relação entre Jesus e Harry Potter já foram publicados. A maioria é de autores cristãos ansiosos em ajudar a suavizar a tensão entre a popularidade de Harry e as comunidades conservadoras que desejam denunciá-lo como agente do mal. "Jesus Potter, Harry Christ" porém, é um livro para mudar esse jogo, defendendo que as semelhanças entre Jesus e Harry não fazem Harry mais "santo" – apenas tornar Jesus mais obviamente fictício. "A verdadeira questão que precisamos fazer não é se Harry Potter é uma 'figura de Cristo' (semelhante a um salvador histórico religioso), mas se Jesus Cristo é uma" figura de Potter "(um redentor, criado a partir de símbolos mitológicos e filosóficos), argumenta o livro.
FONTE: CREIO

Eu num guento mais esta zoação gospel. Fala sério!


0 bereianos:

Postar um comentário