quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Companhia das Letras já tem biografia do ‘pai’ do WikiLeaks

22/12/2010

 às 10:57 \ Leitura diáriaLeituras cruzadas

Companhia das Letras já tem biografia do 'pai' do WikiLeaks

GettyJá tem editora no Brasil o recém-anunciado livro de memórias de Julian Assange, o criador doWikiLeaks, site que sacudiu o mundo no fim de novembro ao revelar segredos da diplomacia americana. A Companhia das Letras, de São Paulo, acaba de adquirir os direitos sobre a obra. A previsão é de que Assange entregue os originais para edição em março. O livro deve sair ainda em 2011. O lançamento será simultâneo em diversos países. Além do Brasil, Inglaterra, Estados Unidos e Espanha compraram os direitos do título.

O livro deve trazer o agito que tem marcado a vida de Assange, 39, nos últimos tempos: da criação do bombástico WikiLeaks à prisão em Londres, no início de dezembro, sob a acusação de ter cometido abuso sexual na Suécia. A vida pregressa do criador do site-denúncia também não é menos interessante: filho de mãe rebelde, que aos 17 anos queimou os livros escolares e fugiu de casa em uma moto, Assange teria vivido uma infância e adolescência como um errante, trocando de escola 37 vezes. A criação do site que o projetou para o mundo teria sido uma reação ao que via como "conformismo" do mundo acadêmico.

O WikiLeaks começou a revelar em 28 de novembro um impressionante conjunto de 250.000 documentos confidenciais da diplomacia americana. São despachos diários trocados por mais de 270 embaixadas e consulados em todo o mundo, desde 1966. As mensagens expõem de maneira sem precedentes as ações e razões da política externa, o que o historiador britânico Timothy Garton Ash chamou de um pesadelo para os diplomatas e um sonho para os historiadores.

Maria Carolina Maia

0 bereianos:

Postar um comentário