quarta-feira, 29 de setembro de 2010

DENÚNCIA: A relação entre o Bispo Manoel Ferreira e o Rev. Moon

Amados, repassem esse e-mail p/ o maior número de pessoas (cristãs) que vcs conseguirem. Líderes tbem, de preferência.

Deus abençoe.

DENÚNCIA: A relação entre o Bispo Manoel Ferreira e o Rev. Moon

Por Renato Vargens
De fato estamos vivendo os últimos dias onde a apostasia tem tomado conta de parte da Igreja evangélica brasileira. Lamentavelmente os evangélicos foram surpreendidos pela noticia do entrelaçamento entre entre o Bispo das Assembléias de Deus,  Manoel Ferreira, deputado federal e líder máximo da CONAMAD – Convenção das igrejas Assembléias de Deus do ministério Madureira, com o reverendo Sun Myung Moon, da seita Igreja da Unificação.

O Rev. Moon, é um falso profeta que nasceu na Coréia do Norte, em 1920. E como falso profeta ele reivindica ter tido uma visão de Jesus em 1936 na manhã de Páscoa. Nesta visão, segundo este profeteiro da mentira, Jesus lhe disse que ele deveria "restaurar o reino perfeito de Deus " ou seja, que Moon seria o que "completaria a salvação dos homens, sendo a segunda vinda de Cristo". Esta primeira visão foi seguida por comunicações com " Moisés, Buda, e outros"

Pois é, a Igreja da Unificação do Rev. Moon propaga doutrinas absolutamente antagônicas ao Cristianismo. Veja por exemplo o que diz o Pastor João Flávio Martinez, pastor do CACP ( Centro Apologético Cristão de Pesquisas)  a respeito das doutrinas desta falsa igreja:

TRINDADE: Young Oon Kim, professor de Teologia Sistemática do Seminário Teológico da Unificação, declarou, que "a teologia da unificação começa com o fato da polaridade como o indício principal para compreender a natureza essencial de Deus. Por isso não é fundamental defender a doutrina da trindade dos credos do quarto século. (Unification Theology, p. 53).

DEUS PAI: "A teologia da unificação declara que Deus tem qualidades masculinas e femininas, baseada no fato da polaridade universal... No século dezenove a crença no Deus Pai-Mãe provocou um grande número de críticas. Quando Mary Baker Eddy, que descobriu a Ciência Cristã, disse que Deus tinha ambas as qualidades (masculina e feminina), foi muitas vezes chamada de herege."

Tendo dito isto, Kim prossegue citando as semelhanças entre a teologia da Igreja da Unificação no que se refere a Deus Pai, e o conceito de deidade de I Ching, do Confucionismo, do Taoismo e a adoração hinduista a Deusa Mãe. Ele então escreve: "Deste modo, Deus tem de ter uma existência polar. Isto é, Ele tem de possuir uma natureza entre a masculina e a feminina, o que é perfeitamente expressado e completamente harmonizado em Sua natureza. A doutrina da polaridade divina defendida pela Igreja da Unificação deve ser vista não como uma novidade excêntrica, mas sim como a reafirmação de uma convincente teologia racional."


DEUS FILHO: Assim como acontece com todos os grupos não cristãos, a Igreja da Unificação nega a completa deidade de Jesus. No livro Princípio Divino, temos a seguinte explicação: "Da mesma maneira, Jesus, sendo um só corpo com Deus, pode ser chamado de segundo Deus (imagem de Deus), mas de modo algum pode ser o próprio Deus." (p. 151). Eles afirmam que o propósito real da vinda de Jesus era de estabelecer o reino de Deus. Assim, Jesus deveria casar-se com uma mulher perfeita e tendo com esta um filho perfeito. No entanto, Jesus foi crucificado antes de concluir isto. Assim, ele só é capaz de prover uma salvação parcial. A salvação completa foi deixada para o próximo Adão, ou Senhor do Segundo Advento.

Estas idéias são explicadas nos seguintes termos:

Jesus não pôde realizar a finalidade da providência da salvação física porque seu corpo foi invadido por Satanás. Contudo, ele conseguiu estabelecer a base para a salvação espiritual formando um fundamento triunfante para a ressurreição através da redenção pelo sangue na cruz. Por isto, todos os santos, desde a ressurreição de Jesus até o dia de hoje, só desfrutaram do benefício da providência da salvação espiritual. A salvação através da redenção pela cruz só é espiritual. Até mesmo em devotos homens de fé ainda resta na carne o pecado original, que é continuamente transmitido de geração a geração. Por isto, quanto mais devoto se torne um santo em sua fé, tanto mais severa se torna sua luta contra o pecado. Assim, Cristo deve vir novamente à Terra para realizar a finalidade da providência da salvação tanto física quanto espiritual, pela redenção do pecado original, que não foi liquidado nem mesmo pela cruz." (p. 107)

O ESPÍRITO SANTO: De acordo com Kim, "na Igreja da Unificação o ponto principal é que o Espírito Santo não é uma entidade separada, ou uma existência separada de Deus Pai. O Espírito Santo simplesmente refere-se à atividade redentiva de Deus". Além disso, afirmam que o Espírito Santo "...é citado como feminino, masculino e impessoal. ...Assim como Deus, o Espírito Santo é invisível e incorporal - uma luz brilhante ou um campo magnético de energia." (Unification Theology, pp. 201-202)

Caro leitor, diante disto pergunto: Como pode um crente em Jesus estabelecer uma aliança cúltica com uma seita deste tipo?

Pois é, definitivamente a apostasia se faz presente entre nós.

Que Deus tenha misericórdia do seu povo e nos guarde de tropeçar.


NEle que é a verdade absoluta,

FONTE: http://renatovargens.blogspot.com Renato Vargens

0 bereianos:

Postar um comentário