sexta-feira, 7 de agosto de 2009

PREGAÇÃO // O Amor Cristão e a sua supremacia


A Amor Cristão e a sua supremacia!

Significados do termo "amor" nas escrituras e no epístola em estudo. Vejam o vídeo deste pregação logo abaixo deste post.

Ao ler os textos de 1 João sobre o "amor", o termo usado no original grego é "ágape".

Amor ágape refere-se ao amor de Deus pelos seres humanos, amor de um cristão por outro, e o amor de Deus por sua igreja (Ef 5: 22- 33). Amor incondicional.

Em outros textos – encontramos o termo " Philia", o "amor da amizade".

Amor "Philia", o "amor da amizade"- Não tão profundo como o àgape.

O amor "eros"- Palavra grega que define o amor sensual, de onde é originada a palavra "erótico", não é usada em nenhuma oportunidade do Novo Testamento.

I- O "amor cristão" é tanto novo ( 1 Jo 2: 7,8) quanto antigo, o que parece contradição.

( Dt 6:5) e ( Lv 19: 18); e disse ( Mc 12: 28-34) que esses dois mandamentos resumem a Lei e os profetas. Amar a Deus e ao próximo eram responsabilidades antigas e bastante conhecidas muito antes de Jesus vir a terra.

II- Em que sentido, "amar uns aos outros" é um "novo" ( 1 Jo 2: 8) mandamento?

II.1 - Os gregos tinham duas palavras diferentes para "novo";

1- "Novo" em termos de tempo - poderia ser usada para descrever um novo modelo de carro.

2- "Novo" em termos de qualidade – Mais se alguém comprasse um carro radicalmente diferente a segunda palavra seria mais adequada. ( em termos de qualidade).

II. 2- Na lingua portuguesa;

Em nossa língua, os termos "recente e inédito" são expressões mais próximas;

1- "Novo" = "recente" – em termos de tempo. 2- "Novo"Inédito – Em termos de qualidade.

Graças a Jesus Cristo, o antigo mandamento para amar uns aos outros adquiriu um novo significado.

Um significado inédito =Novo em sua qualidade.

Nestes cinco versículos ( 1 Jo 2: 7-11), vê-se que esse mandamento é novo em 4 maneiras importantes;

1 – É novo em sua ênfase ( 1 Jo 2: 7);

2- É novo desde o início ( 1 Jo 2: 7)

3- É novo em seu exemplo ( 1 Jo 2: 8);

4- É novo em sua experiência ( 1 Jo 2: 9-11).

1– É novo em sua ênfase ( 1 Jo 2: 7).

No parágrafo anterior, ( 1 jo 2: 3-6) Joao fala sobre os mandamentos em geral, mas agora se concentra em um único mandamento. De que maneira é possível um mandamento ser elevado acima dos outros? Isso é explicado pelo fato de o amor ser o cumprimento da Lei de Deus! ( Rm 11: 8-10).Da mesma forma, o mandamento para "amar uns aos outros" é o cumprimento da Lei de Deus" "O amor de Deus nos motiva a cumprir a Lei, ou seja a obedecer aos mandamentos de Deus. A enfase se dá pelo fato de estes mandamentos não serem mais 1 dentre vários, antes de de tudo devemos Amar.

2– Este mandamento é novo também em outro sentido ( No inicio da vida cristã); ( 1 Jo 2: 7)

A expressão "desde o principio" é usada de duas formas diferentes na epístola de João, é importante que façamos uma distinção entre elas.

1- Desde o principio – ( 1 Jo 1: 1) – é usada para descrever o carácter eterno de Cristo.

2- ( 1 Jo 2: 7) – Desde o principio – Diz respeito ao principio da vida cristã.

O mandamento para amar, não é algo acrescentado por Deus após a conversão!

2.1- "Não é algo acrescentado posteriormente" - "Pelo contrário este amor faz parte de nossa vida cristã desde o principio;

1- Nós sabemos que passamos da morte para a vida, porque amamos os nossos irmãos (1 Jo 3: 14).

2- Jesus disse: "Nisto conhecerão todos que sois meus discílpulos: se tiverdes amor uns com os outros"(Jo 13:35).

Questão – Pode uma igreja amar e ainda sim ter discursões, problemas internos, etc...resposta sim pode – vide exemplo da igreja de tessalôninca!

2.2-Não é necessário um estudo aprofundado...eloquente e coesivo! - ( 1 Ts 4: 9) Quanto, porém, ao amor fraternal, não necessitais de que se vos escreva, visto que vós mesmos sois instruídos por Deus a vos amardes uns aos outros; É importante compreendermos o amor cristão. Não se trata de emoção sentimental, isto é superficial, dos que tentam produzir a fim de se dar bem uns com outros.

( Tt 3: 3) "pois outrora éramos néscios, desobedientes, desgarrados, escravos de toda sorte de paixões e prazeres, vivendo em malicias e inveja, odiosos e odiando-nos uns aos outros.

3- É novo em seu exemplo ( 1 Jo 2: 8)

Amar uns aos outros é uma realidade vivida acima de tudo por Cristo. Agora deve tornar-se uma realidade para todos os que Nele realmente estão.Deus é amor (1 o 4: 8); Jesus é a corporificação e a exemplificação do amor. Ao ordenar que amemos, Jesus não pede para que façamos algo que antes Ele não houvesse feito.

3.1 - Ele deu exemplo – Jesus ilustrou o amor na sua forma de nascer; viver; morrer e ressucitar!

Em sua morte! Jesus amou de tal maneira, que se entregou, sofreu e morreu inclusive por seus inimigos ! Ninguem tem amor maior que este: dar a vida em favor dos seus amigos ( Jo 15: 13); contudo Jesus não deu a vida "só por seus amigos". Mais também por seus inimigos ( Lc 23: 34) "A primeira frase do ato da crucificação foi " Pai perdoa-os porque eles não sabem o que fazem". ( Jo 15: 12) O meu mandamento é este: que ameis uns aos outros, assim como eu vos amei".

"O antigo testamento torna-se "novo" para nós quando o vemos cumprir-se em Cristo". Cristo é o cumprimento do velho testamento. Em tudo Cristo cumpriu. Afim de que entendamos o significado do Amor, devemos enxergar em Cristo, Ele nos revela isto!

4_ É novo em sua experiência ( 1 Jo 2: 9-11)

Se um cristão andar na luz e tiver comunhão com Deus, também estará em comunhão com os outros cristãos na familia de Deus. O amor e a luz andam juntos. O ódio e as trevas andam juntos. Falar e fazer também deve andar juntos! Falar é fácil mais deve ser acompanhado da prática.

4.1- Esse amor não deve ser apenas teórico ou uma conversa ( 1 Jo 2: 9). Nota- O cristão que está falando ou ( "cantando que ama seu irmão") é mentiroso, caso não demonstre isto com ações! (vide aula passada).

4. 2 - Esse é o motivo pelo qual Deus instituiu a Igreja local –" promover a comunhão dos cristãos." - Não se tem uma vida cristão plena a menos que se esteja em comunhão com o corpo. Não há vida fora do corpo.

Conclusão 1- A importância da comunhão.

Jesus trata dessa questão no sermão do monte ( Mt 5: 21- 26) – Á dádiva sobre alguém não vale nada se o "Adorador" tiver alguma coisa contra o seu irmão.

O Verdadeiro Adorador! - É importante observar que Jesus não diz que " o adorador tem algo contra seu irmão", mais sim, "que o irmão tenha algo contra o adorador".

Importa que adoremos ao Senhor em espirito e em verdade". Aquele que não prática o amor é um mentiroso, portanto não é um verdadeiro adorador, por conseguinte a sua adoração não passa do teto da igreja!

(Jo 4: 23) Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. 24 Deus é Espírito, e é necessário que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. Caso não o fizermos Jesus adverte que acabaremos em uma prisão de julgamento espiritual, onde teremos de pagar cada centavo ( Mt 18: 21-35).

Conclusão 2- O que acontece com os cristão que não amam seus irmãos ?

1- Ele VIVE NAS TREVAS achando que anda na LUZ! ( 1 Jo 2: 9).

O pior é que essas pessoas acham que são "GIGANTES ESPIRITUAIS", com grande entendimento, mais na verdade, sao como crianças que choram no berço, entendendo que seu mundo, seu berço é o centro das atenções.

2 – Esse cristão torna-se tropeço ( 1 Jo 2: 10).

Andar em trevas é muito sério. Também é muito perigoso. Andar na escuridão quando há pedras no caminho (pecado). Um cristão que não ama, tropeça e leva os outros cristãos à tropecarem!

3- Trágico resultado de quem não ama –"quem não ama pratica o ódio! "

Isso produz um atraso espiritual do cristão ( 1 Jo 2:11).

Ele (a) pode ter até crescido até um dado momento, todavia parou de crescer. Porque foi cegado!

Conclusão Final: Pratiquemos o Amor! Ame a Deus. Ame ao próximo!

Bases de consulta e pesquisas

( Dicionário Bíblico, comentário Bíblico Warren Wiersbe, site. www,cpad.com.br; www.ebdweb.com.br; bíblia de estudo NVI).


Miss. André Cardoso

0 bereianos:

Postar um comentário