domingo, 29 de junho de 2008

"Estou tão perdida", escreveu modelo que caiu do 9º andar em NY

Olha que tristeza, queridos!!!!
 
Amados, a criação está com dores de parto aguardando a nossa manifestação!!!!!!!!!!
 
29/06/2008 - 14h10

"Estou tão perdida", escreveu modelo que caiu do 9º andar em NY

da Folha Online

A modelo cazaque Ruslana Korshunova, 20, que morreu após cair de seu apartamento, no nono andar de um edifício em Manhattan, deixou em um site de relacionamentos poemas e escritos que falam principalmente de amor, segundo o diário americano "Daily News".

"A vida é curta, Quebre as regras, Perdoe rápido, Beije lentamente, Ame de verdade, Ria descontroladamente, E nunca lamente nada que tenha feito você sorrir", dizia um dos textos da modelo, segundo o jornal. Outro dos poemas atribuídos a ela diz que o amor "cega", "incendeia a alma" e "é sempre a resposta".

Diane Bondareff/AP
Ruslana Korshunova morre após cair do nono andar de seu apartamento em NY
Ruslana Korshunova morre após cair do nono andar de seu apartamento em NY

Outros poemas de Korshunova variavam do russo para o inglês, mas o amor é sempre o tema. "Não confunda amor e desejo", diz um poema em russo, postado no dia 30 de maio. "O amor é o sol, o desejo --apenas carne. O desejo ofusca, e o sol dá vida."

Reprodução
Ruslana Korshunova era famosa no mundo da moda devido a seus cabelos longos
Ruslana era famosa no mundo da moda devido a seus cabelos longos

Em outras passagens ela se refere aos riscos dos sacrifícios. "O amor não tira de um para dar ao outro", diz o texto. "O amor --é a essência da vida. Mas você não dará sua vida por outra."

Em uma postagem de cerca de três meses atrás, a modelo questiona: "Estou tão perdida. Vou algum dia me encontrar?"

Reprodução
Ruslana faria 21
Ruslana faria 21

Em outras passagens ela parece irritada, e em outras magoada: "Sou uma megera. Sou uma bruxa. Eu não me importo com o que você diz!!!", diz um texto de 11 de março. "Eu sei o que é isso. Eu sei porque meus outros relacionamentos não deram certo. É porque eu sou imprevisível. Por que você tem medo disso?"

Em janeiro, ela escreveu: "Dói, como se alguém pegasse uma parte de mim, arrancasse, pisasse em cima sem misericórdia e jogasse fora".

0 bereianos:

Postar um comentário