quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Apóstolo da Renascer sai da prisão nos EUA; bispa entra nos próximos dias

02/01/2008 - 15h41

Apóstolo da Renascer sai da prisão nos EUA; bispa entra nos próximos dias
da Folha Online

O apóstolo Estevam Hernandes, fundador da Igreja Renascer em Cristo deixou a cadeia nos EUA no dia 29 de dezembro e começou a cumprir a pena de prisão domiciliar. A notícia só foi divulgada nesta quarta. A bispa Sônia Hernandes deve se apresentar à Justiça norte-americana nos próximos dias para cumprir os 140 dias de reclusão a que foi condenada em agosto.

Desde que deixou a prisão, Estevam começou a pregar, via satélite, para os fiéis da Renascer no Brasil. O apóstolo ministrou, inclusive, o culto de Ano Novo, no dia 31 de dezembro. Segundo o site da igreja, mais de 100 mil pessoas acompanharam a pregação por meio do Portal iGospel em mais de 25 regionais.

Hans Deryk /Reuters
Estevam Hernandes já começou a pregar, via satélite, para fiéis da Renascer no Brasil
Estevam Hernandes já começou a pregar, via satélite, para fiéis da Renascer no Brasil

Além dos 140 dias de reclusão, Estevam e Sônia foram condenados a mais cinco meses de prisão domiciliar, mais dois anos de liberdade condicional e multa de US$ 30 mil para cada um.

Estevam começou a cumprir o período de reclusão no dia 20 de agosto de 2007 enquanto Sônia cumpria a prisão domiciliar desde 17 de agosto de 2007. O juiz americano Federico Moreno decidiu dessa forma para que um possa cuidar da família enquanto o outro estiver cumprindo o período de reclusão.

O casal foi condenado em agosto pelos crimes de conspiração para contrabando de dinheiro e contrabando de dinheiro. Estevam e Sônia foram detidos em 9 de janeiro quando entravam nos EUA com US$ 56,4 mil escondidos em uma bolsa, na capa de uma Bíblia, em um porta-CDs e em uma mala. Pela lei, eles deveriam ter informado, na alfândega, que portavam mais de US$ 10 mil.

Até a condenação em agosto, o casal ficou em liberdade condicional e vigiada: sua circulação estava restrita ao condomínio de luxo em Miami no qual possui residência e alguns lugares da cidade, como consultórios médicos. Todos os seus deslocamentos eram monitorados por um aparelho eletrônico preso ao tornozelo de cada um.

0 bereianos:

Postar um comentário