sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

120 anos sem Charles Spurgeon, “O Príncipe dos Pregadores”

120 anos sem Charles Spurgeon,

Ontem, dia 31 de janeiro de 2012, completou 120 anos desde o falecimento de Charles Haddon Spurgeon, um dos pregadores mais influentes da história. Spurgeon faleceu no dia 31 de janeiro de 1892, e foi um pregador batista da Inglaterra que influenciou a vida cristã de milhares de pessoas através de seus sermões.

Filho mais velho da família, o pregador nasceu no dia 19 de junho de 1834 e se converteu ao cristianismo aos 15 anos de idade. Aos 16 anos pregou seu primeiro sermão e já no ano seguinte foi convidado a ser pastor em uma igreja batista em Waterbeach, Condado de Cambridgeshire, na Inglaterra.

Famoso por seu extraordinário talento para expor a mensagem bíblica, Spurgeon ficou conhecido como "O Príncipe dos Pregadores" e "O Último dos Puritanos". Mesmo com sua fama como pregador ele afirmava que "nada deveria ser o alvo do pregador a não ser a glória de Deus através da pregação do evangelho da salvação".

Aos 20 anos o pregador foi convidado para ser pastor na capela de New Park Street, Londres. Apesar de comportar 1.200 pessoas em seu templo a igreja tinha apenas cerca de 200 membros quando Charles Spurgeon assumiu seu pastoreio. Quatro anos depois, em 1858, a igreja não mais comportava a enorme quantidade de pessoas que iam assistir aos cultos e foi transferida para outro prédio e passou a chamar-se Tabernáculo Metropolitano.

Mesmo o templo tendo estrutura para receber 12 mil pessoas, o pastor precisava pedir que as pessoas que assistiram sua pregação em um horário do dia não voltassem no outro para dar espaço para que outras pessoas participassem das reuniões.

Opositor da união do Estado com a Igreja, Spurgeon é autor de célebres frases, como: "Para prevenir para sempre a possibilidade de papistas queimarem protestantes, anglicanos enforcarem padres, e puritanos afogarem quacres, que toda forma de união entre Igreja e Estado seja totalmente abolida, e a lembrança da longa maldição seja apagada para sempre".

Porém o pastor era alvo de diversas críticas de outras lideranças cristãs, incluindo pastores batistas, por pregar as passagens bíblicas de uma forma teatral. Mas mesmo com as críticas ele foi considerado um grande reavivador para Londres e tem muitas frases que são usadas até hoje como exortação para a vida cristã. Algumas das frases conhecidas atribuídas a ele incluem: "Todo cristão ou é um missionário ou é um impostor" e "A igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade".

Outra frase atribuída ao pregador é uma que afirma que "o diabo raramente criou algo mais perspicaz do que sugerir à igreja que sua missão consiste em prover entretenimento para as pessoas, tendo em vista ganhá-las para Cristo".

Fonte: Gospel+

0 bereianos:

Postar um comentário