sexta-feira, 1 de abril de 2011

André Valadão: Eu Não Matei o "Pai de santo" !!!

É.... sem uma vida de adoração, temor, obediência e santidade, é impossível viver coisas assim.

Testemunho André Valadão: Eu Não Matei o "Pai de santo" !!!

O que vou relatar pra vc é muito real, algo que na verdade faz parte da nossa vida diária.  Como nossas atitudes podem influenciar espiritualmente em tudo.  Como uma vida de adoração e louvor ao Senhor pode mudar a vida de tantas pessoas… Bem, nesta Terça passada eu estava indo para a igreja quando recebi um telefonema no caminho dizendo que um pai de santo estava me aguardando na igreja, que queria tirar a limpo o PORQUE EU HAVIA MATADO SEU PAI, esta pessoa estava transtornada, irada, agitada e agressiva… Na hora tive paz em no coração, comecei a orar e pedi ao Senhor que me cobrisse para este encontro.

 Disse no telefone que o pai de santo deveria assistir ao culto e apenas no final eu poderia atendê-lo.  Logo ao final do culto, pedi que fosse chamado… Fui informado que na hora do apelo, onde 62 pessoas aceitaram a Jesus, ele ficou possesso, e causou muito transtorno, coisa que é propósito de satanás!  Entrei na sala logo atrás do púlpito e o Senhor me disse para assentar e conversar com ele numa boa, orei, me preparei e ele entrou.  Ao abrir a porta, entra um jovem alto, bonito porém completamente amarrado pelo mau.  Seus olhos estavam esbugalhados, seus dois braços mexiam como duas serpentes vivas e eu disse: – Tudo bem?  Como posso te ajudar?  Tô sabendo que vc tá chateado comigo… O que posso fazer por você.  E ele se assentou olhando firmemente pra mim e disse: – TENHO 3 COISAS PARA VER COM VOCÊ!  Com uma voz terrível e tensa ele começou a conversa dizendo.  - Quero saber porque vc matou meu pai!  Você matou meu pai!  me diga como e porque vc fez isso!
 
 Na hora eu disse: Não matei seu pai, nem mesmo sabia quem ele era.  Foi então que ele abriu o jogo e contou o que houve.  Disse que seu pai era um pai de santo muito conhecido e respeitado, moravam todos em uma casa que era usada como terreiro.  Um certo dia deixaram um pacote fechado na porta com um bilhete para que fosse entregue ao pai de santo, então logo me senti mal, disse ele.  - Peguei um galo, matei e joguei sangue em cima do pacote.  Na hora eu interrompi e perguntei: – Mas não é galinha, porque o galo?  Ele respondeu: – Galo é para outro tipo de situação e continuou o relato.  Disse que depois de ter derramado o sangue, abriu o pacote e havia um CD meu ali, ele então pegou e entregou ao pai de santo que era seu pai carnal, líder e dono do terreiro.  No outro dia pela manhã qual foi a minha surpresa, disse ele, meu pai estava MORTO!  Pessoas me disseram que assim que ele recebeu seu CD ele começou a ouvir e chorava muito, dormiu e amanheceu MORTO!  Preciso saber, porque você matou meu pai!
 
Ainda furioso disse: – Uma vez você fez um show em minha cidade, e eu tinha 6 filhos de Ogun e todos eles foram no seu show, e vc os roubou de mim!  Todos depois do seu show nunca mais voltaram pro terreiro, e todos agora são crentes.  Eu os quero de volta!
 
Muito transtornado me disse, agora já com a voz mais irada e com tom de indagação, dúvida e medo: – Depois da morte do meu pai, eu fiquei com o seu CD, me mudei para Belo Horizonte por sua causa e um dia no terreiro aqui da cidade eu coloquei o seu disco pra tocar, ouvi 2 músicas e … Foi quando eu perdi as minhas entidades e o meu poder.  Você os roubou de mim, disse ele!  Nervoso disse, EU QUERO TUDO DE VOLTA!  Ele dizia: – Que poder é este que você tem, pra matar meu pai, roubar meus 6 filhos de Ogun e tirar meus poderes!!!???
Foi quando vi a brecha e disse: – Querido, não matei seu pai, não mataria nenhum pai de santo!  Se seus 6 filhos foram no meu show e converteram foi porque algo atraiu a cada um deles, e você com certeza não estava cuidado de cada um como deveria.  E em relação a roubar seu poder, pode ter certeza que tenho em mim um poder muito maior do que o seu, muito mais leve, livre e forte.
 
Na mesma hora ele me disse: – Fale pro seu Deus me devolver o que é meu, fala porque eu não falo com Deus.  Então eu disse: – Vou orar sim, vou pedir que Deus abra seus olhos, que você acredite em Seu amor e seja livre, feliz, abençoado, que você conheça o verdadeiro poder do Espírito Santo, e graças a Deus ele concordou com a oração!  Depois de orar eu disse a ele que poderia contar comigo, que já o amava, que estava com as portas abertas para ajudá-lo em tudo que precisasse e sem palavras ele se levantou, me levantei rapidamente, dei um forte abraço e ele saiu correndo como um rato desesperado da sala onde estávamos. Naquela noite parei pra pensar na força da nossa adoração.  Ela realmente não toca apenas o coração de Deus, mas é uma arma poderosa contra as trevas.  Te encorajo a ser sempre um adorador, acreditar que quando você louva ao Senhor suas ações movem os céus e a terra, expulsam opreções infernais na vida das pessoas ao ponto de levá-las a conhecer a Jesus Cristo.  Ore por mim, preciso muito, tenho entrado em coisas muito pesadas, tocado em lugares terríveis, preciso que estejamos juntos.  Abra seus olhos, não brinque com as coisas de Deus, seja firme e se santifique.  Em Cristo,
 
André Valadão !

 
"Se o Filho (Jesus) os libertar, vocês serão, de fato, livres." Jo 8.36

0 bereianos:

Postar um comentário