sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Ônibus 'ateus' vão circular pelo Brasil em campanha agressiva

ATEÍSMO

Ônibus 'ateus' vão circular pelo Brasil em campanha agressiva

Ônibus com mensagem atéia: "É provável que Deus não exista. Agora pare de se preocupar e aproveite a vida", estará presente nas capitais brasileiras.

Por Redação OGalileo
10/12/2010 11:31h
Salvador, a capital nacional da crença e devoção está prestes a receber uma campanha que promete dar o que falar. Tratam-se dos ônibus "ateus", que a partir do próximo domingo (12), começam a circular por Salvador. Alguns coletivos da capital exibirão mensagens nada convencionais expondo o ponto de vista de ateuse agnósticos sobre temas como fé e moralidade.

A ação é uma iniciativa da Atea - Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos, e o mote da campanha é o slogan "Diga não ao preconceito contra ateus". Serão quatro peças diferentes acompanhando imagens fortes e frases polêmicas. 

Uma delas afirma: "A fé não dá respostas. Ela só impede perguntas". Em outra peça aparecem Adolf Hitler e Charles Chaplin ilustrando o texto "Religião não define caráter". 

A associação, que tem núcleos em várias partes do mundo, pretende arrecadar fundos para estender a exibição das peças, inicialmente prevista para um mês. Segundo o presidente da entidade, Daniel Sottomaior, a campanha é necessária para chamar a atenção da sociedade e tirar os ateus da invisibilidade. 

A campanha teve início no Reino Unido em 2009 e se espalhou por outros países, com resultados distintos.

Nos EUA e na Espanha, a iniciativa deu certo, provocando a esperada polêmica. Na Itália, a veiculação foi proibida. Na Austrália, a companhia responsável por anúncios em ônibus se recusou a exibi-los.

Algo parecido aconteceu em São Paulo. Depois que conheceu o conteúdo dos anúncios, já após a assinatura do contrato, a empresa que os veicularia se negou a fazê-lo, alegando que a legislação proíbe temas religiosos. A Atea avalia a possibilidade de uma ação judicial.

Metade dos cerca de R$ 10 mil utilizados na campanha brasileira vem de pequenas doações e de recursos da própria instituição. A outra metade vem de um único doador paulista que prefere permanecer anônimo.

"Somos cerca de 2% dos brasileiros, ou 4 milhões de ateus. Mas muitos têm medo de se expor devido ao preconceito de amigos, chefes e familiares. Isso tem que acabar", afirma. Evangélicos, católicos, pessoal do axé e assemelhados, temei.

Com informações Bahia Notícias / Folha / http://ogalileo.com.br

0 bereianos:

Postar um comentário