quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Kit Gay p/ crianças em 2011

Kit GAY para Crianças: Projeto para relacionamento com crianças do mesmo sexo

A partir do ano que vem, serão enviados para 6.000 escolas públicas em todo o Brasil DVDs com episódios dando APOIO ao comportamento homossexual e o demonstrando como um modelo, violando diretamente a consciência da maior parte da população (que é cristã).
Tal plano – que só pode ser definido como maléfico em essência – reflete os dois principais objetivos dos movimentos gays (apoiados por esquerdistas e humanistas, é claro):
  • criar uma atmosfera social que proiba QUALQUER tipo de crítica ao comportamento homossexual (que será mais sagrado que qualquer religião);, seja legalmente ou seja por rejeição;
  • estimular POSITIVAMENTE a adoção de práticas homossexuais
Para quem acredita na inocência do governo do PT, seja de Lula ou da Dilma, e do PL 122, em suas boas intenções para com a sociedade, aí está a prova do que andam arquitetando à revelia da opinião pública, que já deu provas de não aceitar esse tipo de projeto. O que estão fazendo é impor sobre um país nitidamente cristão (ainda que o seja nominalmente) uma nova religião, cujo o centro... bem... seria, digamos, o ânus. Estão cultuando e idolatrando uma prática minoritária, que subjugará o comportamento da maioria ao padrão de poucos. Estão criando uma casta privilegiada, intocável, toda-poderosa, que tornará o cidadão comum e normal um refém da imoralidade (se o homossexualismo fosse algo natural não haveria a humanidade, pois em si mesma é uma ideologia/filosofia autodestrutiva; o que revela e deixa patente a sua não-naturalidade, e a define claramente como uma perversão à ordem natural).
E parece que poucos são capazes de ver o monstro se desenvolvendo, se alimentando e prestes a consumir o pouco que ainda resta de Deus no homem natural.

ASSISTAM O VÍDEO:


Este vídeo foi gravado dia 30 de Novembro de 2010
Projeto para relacionamento com crianças do mesmo sexo

LEIA O TEXTO INTEGRAL NESTE SITE:

0 bereianos:

Postar um comentário