sexta-feira, 21 de maio de 2010

Filho do Hamas


Olhei para a Bíblia no meu colo. Meu pai tinha uma enorme biblioteca, com 5 mil livros, entre os quais uma Bíblia. Quando criança, eu havia lido as passagens sexuais no Cântico dos Cânticos, mas nunca fora adiante. Aquele Novo Testamento, porém, era uma presente. Como os presentes são honrados e respeitados na cultura árabe, decidi que o mínimo que eu podia fazer era ler aquele livro.

Comecei do início e, quando cheguei ao Sermão da Montanha, pensei: Nossa, esse tal de Jesus é realmente impressionante. Tudo o que ele diz é lindo. Eu não conseguia largar o livro. Cada verso parecia tocar uma ferida profunda em minha vida, transmitindo uma mensagem muito simples, mas que, de alguma maneira, tinha o poder de curar minha alma e me dar esperança.

Mosab Hassan Yousef, em Filho do Hamas (Sextante)

FONTE: http://livrosepessoas.blogspot.com | VIA: Beréia Urbana

0 bereianos:

Postar um comentário