terça-feira, 27 de abril de 2010

Barack Obama se encontra com o evangelista Billy Graham

Que o Senhor faça a obra na vida do Obama, pq até onde sei, ele é maçom.

Barack Obama se encontra com o evangelista Billy Graham

O Presidente dos EUA vistou o evangelista em sua casa na montanha na Carolina do Norte

Por Rodrigo Ribeiro Rodrigues
Barack Obama se  encontra com o evangelista Billy Graham O Presidente dos EUA, Barack Obama, visitou Billy Graham em sua casa na montanha, na Carolina do Norte, pela primeira vez no último domingo (25).

Durante a reunião de meia hora, os dois conversaram sobre uma variedade de assuntos durante o café, entre eles: suas esposas, golfe e Chicago, de acordo com o porta-voz de Graham, Larry Ross.

Os dois concluíram a conversa orando um pelo outro, e Graham deu ainda ao Presidente duas Bíblias, uma para ele e outra para a primeira-dama – Michelle Obama.

"Estou satisfeito por ter o presidente Obama em minha casa esta tarde", disse o evangelista, em um comunicado. "Ele pediu um encontro desde que ele foi passar o fim de semana perto de Asheville".

Obama estava querendo encontrar Graham há algum tempo, mas uma agenda movimentada e outras situações atrasaram a reunião até este último domingo.

Os dois tinham planejado se reunir em outubro de 2008, enquanto Obama ainda estava na campanha eleitoral, mas a saúde debilitada de Billy Graham impediu o encontro. Obama falou novamente com evangelista novembro passado, quando ele telefonou para desejar um feliz aniversário para Billy Graham.

Franklin Graham, filho de Billy, também agradeceu ao Presidente por ter dito que ele iria apelar da recente decisão de um juiz federal que declarou o Dia Nacional de Oração como inconstitucional. Graham é o co-presidente honorário do Dia Nacional de Oração.

Barack Obama é o décimo segundo Presidente que Graham conheceu pessoalmente durante o seu ministério.

Quem é Billy Graham?

Billy Graham (nome completo: William Franklin Graham Jr) é um pregador batista norte-americano nascido em 7 de Novembro de 1918 em Charlotte, Carolina do Norte. Foi conselheiro espiritual de vários presidentes americanos. Foi ainda o mais proeminente membro da "Convenção Batista Sulista dos EUA".

Graham já pregou pessoalmente para mais pessoas do que qualquer pregador da história ao redor do mundo. De acordo com a sua equipe, a partir de 1993, mais de 2,5 milhões de pessoas tinham "Um passo à frente em suas cruzadas para aceitar Jesus Cristo como seu Salvador pessoal". A partir de 2008, a audiência Graham's lifetime, incluindo rádio e televisão, superou 2,2 bilhões.

Após graduar em Wheaton, Graham foi co-fundador da Youth for Christ (Mocidade para Cristo) junto com o evangelista Charles Templeton. Ele viajou como evangelista por todo os Estados Unidos e Europa levando os ensinamentos cristãos. Graham planejou uma série de missões em Los Angeles em 1949 e as missões levaram 8 semanas, mais do que o planejado que eram 3 semanas. Ele liderou as missões em Londres que duraram 12 semanas, e uma missão na cidade de Nova York na Madison Square Garden em 1957 que durou 16 semanas.

Graham desfrutou de uma reputação privilegiada devido às suas cruzadas serem feitas em lugares onde outros evangelistas consideravam impossível. Durante a Guerra Fria. Ele falava a grandes multidões em países da Europa Oriental e na União Soviética.

Durante o Apartheid, Graham foi constantemente recusado à visitar a África do Sul, até que o governo finalmente permitiu que podessem fazer a cruzada. A primeira cruzada de Graham na África do Sul ocorreu a partir de 1973. Ele usou a cruzada para denunciar o Apartheid ocorrido no mundo.

O evangelista foi um dos poucos pregadores que conseguiram falar na Coreia do Norte. Graham se opôs a segregação racial durante os anos 1960 e pagava fiança de Martin Luther King, sempre quando era preso nas cadeias do sul dos Estados Unidos durante a era dos direitos civis nos anos 1960.

Com informações de Christian Post/ OGalileo/ Enciclopédia Livre

Adaptação: O GalileO

0 bereianos:

Postar um comentário