sábado, 20 de fevereiro de 2010

Aposentada morre e família espera três dias pela 'ressurreição' na Paraíba

Você esperaria??? Não fiquei sabendo desse caso.... Já passou mas vale repassar.

Poxa, passaram 3 dias e a mulher ficou como se tivesse morrido no mesmo dia, valia esperar mais um pouco, não?!

28/10/09 - 14h46 - Atualizado em 28/10/09 - 16h02

Aposentada morre e família espera três dias pela 'ressurreição' na Paraíba

Aposentada, antes de morrer, pediu que seu corpo não fosse mexido.
Funcionário de cemitério disse que corpo não enrijeceu em 72 horas.

Glauco AraújoDo G1, em São Paulo


Ampliar FotoFoto: Rafaela Tabosa/D.A Press

Ivaneide foi sepultada três dias após sua morte (Foto: Rafaela Tabosa/D.A Press)


A aposentada Ivaneide Barbosa do Nascimento, 66 anos, morreu no sábado (24), mas só foi sepultada nesta terça-feira (27), em João Pessoa. Segundo familiares e amigos, a demora teria sido um pedido feito por ela em seu leito de morte. Irmã Neide, como era conhecida na capital paraibana, oferecia consultas espirituais para a comunidade e algumas pessoas chegaram a imaginar que ela pudesse ressuscitar. 

 

A casa onde ela morava virou atração para curiosos durante os três dias que o corpo da aposentada ficou no local. Irmã Neide foi sepultada na tarde desta terça-feira no Cemitério Parque das Acácias.


Farias disse ainda que Irmã Neide, fez um último pedido instantes antes de morrer. "Ela falou para a funcionária que trabalha na casa dela para que a hora dela estava chegando e que não era para mexer no corpo dela durante três dias. Ela pediu que não fosse sepultada neste período."

 

Segundo ele, os parentes da aposentada, que estão divididos em vários países e estados brasileiros, teriam tempo para vê-la antes do sepultamento. "Parecia que ela queria estar bem para se despedir da família. Todos consideram que ocorreu um milagre. Parecia que ela estava dormindo, apenas descansando", disse Farias.

 

Assim como foi intensa a movimentação de curiosos na casa da aposentada desde sábado, o velório de Irmã Neide também atraiu muitas pessoas. Apesar disso, familiares e amigos não acreditam que a casa onde ela viveu se transforme em local de peregrinação.

0 bereianos:

Postar um comentário