sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Feliz Consciência Nova!

Feliz Consciência Nova!

Deus não faz rascunhos! Deus faz esboços! A diferença?


Rascunho é aquilo que é descartado, fruto de uma tentativa frustrada, de um erro. Ora, nenhuma de Suas obras é descartável, e isso inclui a mim e a você.


Todos estamos em processo de finalização, em fase de acabamento. Por isso, somos um esboço, uma obra inacabada.


É Paulo quem nos garante: "Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Cristo Jesus" (Fp.1:6).


O Grande Arte-finalista está reforçando nossos traços, apagando os eventuais borrões, e por fim, nos colorirá. Somos a aquarela de Deus! Sua obra-prima!


Assim como os artistas renascentistas usavam modelos vivos para posarem para seus quadros e esculturas, o Modelo usado por Deus para nos desenhar é Cristo. Ele é o padrão, a referência por excelência.


De uma coisa podemos estar certos: Deus não desistirá de Sua obra. Ele começou, Ele mesmo terminará.


Mesmo Pedro tendo negado a Jesus, ele não foi descartado. Tão logo ressuscitou, Jesus foi ao seu encontro, e em vez de acusá-lo de deserção, o  desafiou a continuar em sua jornada e a liderar os discípulos.


Então, por que desistiria de mim? E por que desistiria deste Universo?


Engana-se quem pensa que Deus está prestes a riscar um fósforo cósmico e detonar o Cosmos.


Li em algum lugar que este Universo é apenas uma versão Beta. Recuso-me a acreditar nisso. Aquele que é o Alfa e o Ômega de tudo quanto existe, não precisa de versões Beta. Repito: Deus não faz rascunhos! Ele não vive de tentativas. Tudo o que Ele faz durará para sempre! Duvida? Então leia Eclesiastes 3:14.


Em vez de destruir o Universo, Deus vai aperfeiçoá-lo, enchendo-o com as cores de Sua glória. E então, Deus será tudo em todos.


E quem seria a platéia do Supremo Artista? De quem virão os aplausos?


Paulo responde: "E foi assim para que agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nas regiões celestiais" (Ef.3:10)


No idioma original, Paulo diz "a multicolorida sabedoria de Deus". Imagine a quantidade de cores que há no estojo do Criador!
Os mesmos seres celestiais que assistiram à criação do Mundo, agora esperam em suspense pela sua consumação (Jó 38:4-7). E é a igreja, a nova humanidade, o pincel usado por Deus. São as consciências renovadas pela Palavra que projetam na tela do Universo as inúmeras cores do espectro divino.


0 bereianos:

Postar um comentário