domingo, 16 de novembro de 2008

Bispo americano teria advertido que quem votasse em Barak Obama corria o risco de “perder a salvação”

Benção ou maldição

Bispo americano teria advertido que quem votasse em Barak Obama corria o risco de "perder a salvação", já que o candidato democrata apóia a liberalização do aborto.

Barak Obama está eleito e é o primeiro presidente negro da história dos Estados Unidos. Em todo o território americano, mais de 200 milhões de eleitores foram às urnas – mas muitos deles podem "perder a salvação". A pérola é do bispo Joseph Robert Finn, da cidade de Kansas. Às vésperas da eleição, ele advertiu os fiéis da sua diocese de que os eleitores que votassem no candidato democrata Barack Obama iriam colocar em risco a "salvação eterna".

No entender do religioso, votar em Obama significa tornar-se cúmplice do ato de abortar, já que o candidato manifestou-se favoravelmente à liberalização do aborto. "A salvação eterna está ligada a esta escolha importante", disse o bispo, em entrevista a uma rádio local. Finn acusa Obama de ser um "fanático" a favor do aborto. Pelo jeito, muitos de seus fiéis estão perdidos.

(Com reportagem da Agência Ansa)

0 bereianos:

Postar um comentário