segunda-feira, 7 de julho de 2008

Confissões Verdadeiras

Meditação: Sei que sou pecador desde que nasci, sim, desde que me concebeu minha mãe. (Salmo 51:5)

 

Pensamento: Confesse francamente o seu pecado e experimente a alegria da confissão.

 

Leitura: Salmo 51:1-3.

 

Mensagem:

Confissões Verdadeiras

 

            Eu gosto muito de coco. Sempre gostei! Quando criança, um dia eu voltei cansado da escola e encontrei um pacote de coco ralado no armário. Devorei tudo. Mais tarde, quando minha mãe foi para a cozinha preparar um bolo, eu ouvi a pergunta: "Quem comeu o coco ralado?!"

            Eu sabia que estava encrencado, mas meu plano era simples. Bastava uma mentirinha rápida e fácil: "Não fui eu".

            Porém, mamãe continuou seu inquérito questionando minhas irmãs e,depois que elas negaram o crime, todos nós ouvimos a frase conhecida: "Esperem até que o pai de vocês chegue em casa!" Meu plano de encobrir o fato estava condenado ao fracasso. Mais tarde, naquela noite, eu acabei confessando que fui eu.

            Ninguém havia me ensinado a mentir. Como o salmista Davi admitiu: "Sei que sou pecador desde que nasci" (Salmo 51:5). Mas em seu pecado Davi sabia para onde ir – para o Deus de muita misericórdia que nos purifica do nosso pecado (vv. 1-2).

            Quando reconhecemos a realidade contínua do pecado em nossas vidas, somos lembrados da nossa necessidade contínua da presença de Deus e do poder da sua Palavra para manter-nos seguros e sadios espiritualmente. Ele está esperando que nós confessemos nossas faltas e aceitemos o perdão e a purificação que ele oferece gratuitamente.

            Lembre-se: um mergulho refrescante na misericórdia de Deus espera por você, depois de um pecado ter sido confessado!

 

FONTE:

Joseph M. Stowell

Nosso Andar Diário

Ministério RBC

0 bereianos:

Postar um comentário