segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

Destravar a Porta

Meditação: Quando um homem ou uma mulher prejudicar outra pessoa, e, portanto, ofender o Senhor, será culpado. Confessará o pecado que cometeu. (Números 5:6-7)

 

Pensamento: Confessar é concordar com Deus a respeito de nosso pecado.

 

Leitura: Números 5:5-8.

 

Mensagem:

Destravar a Porta

 

Pesquisadores da Universidade de Toronto registraram, em 2006, que pessoas com uma consciência culpada experimentam "uma compulsão forte de lavar-se". Para estudar este efeito, os pesquisadores solicitaram a alguns voluntários que tentassem lembrar de pecados do passado. E a todos foi dada uma oportunidade de lavar as mãos como símbolo de purificação da sua consciência. Os que se lembravam de pecados lavavam as mãos "duas vezes mais do que aqueles que não haviam pensado em transgressões do passado".

            A Bíblia propõe a única maneira efetiva de lidar com o pecado – a confissão. No Antigo Testamento, uma das formas dos israelitas sem purificados e manterem a pureza diante de Deus e da comunidade era a confissão dos pecados (Números 5:5-8). Confessar significa "falar a mesma coisa; concordar com; admitir a verdade". Quando as pessoas confessavam seus pecados a Deus, elas não lhe diziam nada que ele já não soubesse. Mas a confissão era a demonstração de uma mudança de coração. A recusa em confessar os pecados permitia que o pecado criasse raízes mais profundas nas vidas e na comunidade.

            Admitir nossos pecados abre a porta para podermos obter perdão, alegria e paz. Se confessarmos nossos pecados, Deus é fiel para nos perdoar (1 João 1:9).

 

FONTE:

Marwin Williams

Nosso Andar Diário

Ministério RBC

0 bereianos:

Postar um comentário