segunda-feira, 23 de julho de 2007

Missionários são forçados a se abrigarem em uma plantação

Missionários são forçados a se abrigarem em uma plantação
 
 
 
Dois missionários evangélicos, Rajat Tanak e Savir Santosh, foram forçados a buscarem abrigo em uma plantação de cana-de-açúcar para escaparem da hostilidade de extremistas islâmicos em Uttarakhand, na Índia.

Rajat e Savir tinham viajado para a uma vila, a convite do pastor da igreja local, Adil Mehal, para passarem o filme "Um homem de misericórdia", feito na Índia, sobre a vida de Jesus. Enquanto os dois andavam com o equipamento de transmissão, homens os interromperam, dizendo que tinham interesse em assistir ao vídeo.

Quando os dois cristãos fizeram o convite para que eles participassem da sessão foram imediatamente agredidos e acusados de violar a lei anticonversão do Estado.

"Vocês estão tentando converter as pessoas ao cristianismo por meio de suborno", disseram os homens. Assim que gritaram em voz alta, outras pessoas cercaram os dois cristãos e começaram a questioná-los.

Os missionários tentaram, sem sucessso, responder que não tinham forçado ninguém a se tornar cristão e que não estavam usando práticas fora da lei.

Finalmente, após uma série de ameaças, Rajat e Savir puderam ir embora. Porém, no caminho, foram surpreendidos por um outro grupo de extremistas anticristãos.

O grupo agarrou o DVD e o equipamento de som dos missionários e os lançou ao chão. Quando Rajat e Savir tentaram pegar o DVD de volta, um dos extremistas pisou nos discos. Então, os extremistas bateram nos missionários e os forçaram a ir para uma loja local.

O proprietário da loja era líder do grupo extremista. E ele começou a acusar os missionários de agirem ilegalmente, convertendo as pessoas à força.

Fuga

O grupo resolveu escoltá-los para pegar o projetor do filme quando os dois cristãos conseguiram fugir e se embrenharam em uma plantação de cana-de-açúcar, na tentativa de salvar o equipamento.

Rajat e Savir ficaram escondidos da plantação até que os extremistas desistissem deles. Depois disso telefonaram para o pastor Adil contando o que aconteceu.

Ao saber da situação, o pastor optou por desmarcar a exibição do filme. Todos os cristãos locais começaram a orar para que eles voltassem em segurança. No dia seguinte, os missionários chegaram a suas casas sãos e salvos.

Os membros do grupo extremista, ao tomarem conhecimento do vínculo dos missionários com o pastor Adil, foram até a casa dele e disseram à esposa que iriam matá-lo, caso ele permitisse que um dos membros de sua igreja tentasse exibir novamente o filme em sua vila.

Por enquanto, o pastor Adil tem conduzido seu ministério secretamente por causa das ameaças. Os extremistas não aceitam que ele traga missionários de outras localidades.

Rajat continua com o seu ministério de passar filmes cristãos em outras vilas e Savir está trabalhando para implantar igrejas em Uttarakhand.

O pastor Adil pede orações para que possa manter ativo o seu ministério. Ele também pede oração pela conversão desses extremistas. Ore também para que o ministério dos dois missionários frutifique e muitos possam conhecer o amor de Cristo através de suas vidas.

Fonte:
Portas Abertas

0 bereianos:

Postar um comentário