segunda-feira, 30 de julho de 2007

Fifa proibe Jesus de ser 2ª pele da bola e Marcelinho Carioca reclama

Fifa proibe Jesus de ser 2ª pele da bola e Marcelinho Carioca reclama
 
 
Marcelinho Carioca ficou indignado com a proibição de atletas colocarem debaixo da camisa uma camiseta com mensagens religiosas.

Eterno ídolo da Fiel torcida corintiana e atualmente no Santo André, disputando a Segundona, o Pé de Anjo entende que não tem sentido uma colocação dessas, ele que é envangélico e confessa abertamente não ter partido para o lado errado, o do crime nas ruas do Rio de Janeiro, por ter-se apegado a Deus e à família. "O homem tem direito à liberdade de expressão e à manifestação de pensamento. A Fifa deveriam procurar coibir a violência e a corrupção no futebol", esbravejou o jogador, também integrante do movimento "Atletas de Cristo".

Embora a determinação ainda não tenha entrado em vigor, Andréas Herren, falou pela entidade máxima da bola e tentou explicar-se. "O que para uns é sagrado e valioso, para outros pode ser encarado como provocação", falou. "Só quermos evitar problemas", alertou, avisando que o jogador e o clube serão punidos,a princípio, com pesadas multas em dinheiro.

Na Europa, também é comum esse tipo de atitude entre os jogadores. Segundo a Fifa, pode ser um ato perigoso e instigador.

Fonte: Chicolang

0 bereianos:

Postar um comentário